Decoração e seus desafios I

1
Foto: zmtomako on Visual Hunt / CC BY-SA

Decorar um ambiente vai muito além de escolher objetos adequados ou modernos, assim como tons e padrões de cores. Há inúmeras informações a respeito atualmente, o que facilita a vida de quem se aventura nesse meio, e até mesmo dos mais experientes como designers e arquitetos.

As cortinas e persianas também não fogem às regras com sua enorme variedade de cores e estilos, afinal, elas são fundamentais e, como dizem, “vestem a casa”. Em particular, posso falar com propriedade pois é o nicho da decoração com que eu mais me identifico.

O maior desafio é adequar ou especificar a cortina ideal para o ambiente e, mais ainda, ideal para o cliente. É nesse ponto da decoração que vejo o maior pulo do gato. O profissional deve estar atento e muito receptivo para ouvir. Sim, ouvir o cliente e extrair dele as suas reais necessidades que devem sempre seguir 3 pilares que, após 16 anos de experiência, considero fundamentais para se ter sucesso: praticidade, elegância e facilidade de manutenção.

Podemos citar como exemplo as cortinas projetadas para portas. Esses acessos necessitam de uma certa agilidade para se entrar ou sair, sendo assim, cortinas como horizontal, romanas e rolos acabam dificultando um pouco, pois a passagem só será permitida quando a mesma atingir o ponto mais alto. Nesse caso, a cortina mais indicada são aquelas que possuem movimentos laterais, como as tradicionais verticais, cortinas em tecidos, painel, entre outras.

O bom profissional saberá adequar o desejo de quem utilizará o espaço ao produto ideal, sem deixar de lado as técnicas e estilos difundidos no meio acadêmico, afinal, o maior objetivo é alcançar a satisfação plena do cliente.